A cólica em equinos

A doença é responsável pelo óbito de um grande número de animais

A cólica nos equinos causa dores abdominais devido a afecções no aparelho digestivo ou em outros órgãos deste animal. Por conta do tamanho reduzido do estômago dos cavalos, a origem desta enfermidade é comumente relacionada a uma alimentação errada, seja pela má distribuição ou pela ingestão antes da realização de trabalhos.

“As mudanças mais arriscadas estão ligadas à alterações da rotina alimentar do cavalo, como por exemplo, a frequência de fornecimento, quantidade e qualidade do alimento; se o animal está acostumado a ingerir uma quantidade específica várias vezes ao dia, isso não deve ser alterado bruscamente, pois pode desencadear o quadro de cólica”, comenta Baity.

A cólica em equinos pode acontecer por impactação, deslocamento de alça intestinal, espasmódicas, parasitária, inflamatória e infecciosa. “Um tipo pode acabar migrando para outro, por isso qualquer categoria da cólica pode ser perigosa e coloca em risco a vida do animal”, explica a Médica-Veterinária e Gerente de Linha da Unidade de Equinos da Ceva Saúde Animal, Baity Leal. Esta doença é responsável pelo óbito de um grande número de animais no Brasil e no mundo.

Na fase inicial da cólica, a dor é intermitente, dura cerca de dez minutos, apresentando pequenos intervalos de relaxamento. Mas nos casos mais graves, a dor é contínua e aparecem sintomas como sinais de choque, transpiração exagerada, respiração ofegante e movimentos involuntários do corpo.

É importante observar os sinais clínicos no animal. No caso da cólica é comum que ele fique muito tempo deitado, raspando-se no chão, com os flancos encovados e duros, com transpiração exagerada (mesmo quando está em repouso), com agitação e com postura anormal.

Buscando soluções para garantir o bem-estar dos animais e facilitar a vida de seus criadores, a Ceva Saúde Animal desenvolveu o Niglumine: anti-inflamatório indicado para dores viscerais em equinos/bovinos e para auxiliar no tratamento da cólica, podendo ser aplicado de forma intramuscular ou intravenosa. “A primeira ação ao observar que o animal mudou o comportamento é chamar um médico-veterinário que tenha experiência com equinos, pois o diagnóstico requer experiência prévia. O quadro de cólica pode se estender por dias, por isso o identificação precoce e o início do tratamento clínico ou cirúrgico é o segredo para diminuir os riscos de agravamento da doença que pode levá-lo à morte”, reforça a Médica-Veterinária.

 

Sobre a Ceva Saúde Animal

A Ceva Saúde Animal é atualmente a 6ª maior empresa de saúde animal do mundo, presente em mais de 110 países tem sua atuação focada na pesquisa, desenvolvimento, produção e comercialização de produtos farmacêuticos e biológicos para animais de companhia, e produção (bovinos, suínos, equinos e aves). A unidade de equinos é líder brasileira do segmento e detém mais de 30% do Market Share do setor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *