Aventureiro viaja 1900 quilômetros de mula até Barretos

Jornada resgata a tradição dos tropeiros e começou em Cruz Alta no Rio Grande do Sul

O criador de cavalos Gláucio Nascimento vem de uma família com pai e avô tropeiros. A paixão pelas viagens no lombo dos animais esteve em toda sua criação e hoje é parte da sua vida. No dia 1 de junho, o aventureiro deu início ao projeto “Resgatando a Tradição”, uma viagem de 1900 quilômetros, no lombo de mulas, que teve como ponto de partida a cidade de Cruz Alta, no Rio Grande do Sul, e tem como destino a Festa do Peão de Barretos.
Acompanhado de quatro mulas, Gláucio vai revezando os animais durante a viagem e segue acompanhado do irmão que conduz um caminhão de apoio com ração, feno e água para os animais. O pouso da equipe é sempre em fazendas e propriedades rurais pelo caminho.
“Viajamos em média 45 quilômetros por dia, seguindo as estradas em terra com indicação dos moradores locais. A receptividade que temos recebido está me surpreendendo. É a força da história do tropeirismo que está tocando os corações das pessoas por onde passamos. Tem sido uma experiência linda e gratificante”, afirmou Gláucio.
Esta semana a aventura segue pelo estado do Paraná e a expectativa é que a chegada em Barretos aconteça na semana da Festa do Peão de Boiadeiro, que acontece de 15 a 25 de agosto. “Se Deus quiser vamos chegar para comemorar essa linda festa e cumprir o intuito da nossa jornada que é resgatar a importância da tradição dos tropeiros que foram grandes desbravadores do nosso país”, afirmou.

Foto: Arquivo Pessoal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *