Primeira edição do Freno de Europa ficará marcado na história do Crioulo

No último final de semana, entre os dias 7 e 10 de novembro, aconteceu a primeira edição do Freno da Europa, na Itália.

O evento foi um sucesso e estreou oficialmente durante a programação da maior feira equestre da Europa, a Fieracavalli de Verona em parceria com a Associazione Nazionale Allevatori Cavallo Criollo (ANACC).

A primeira edição do Freno de Europa selecionou os primeiros campeões do velho continente e teve a participação de 15 conjuntos, sendo 8 machos e 7 fêmeas, eles estiveram na prova tradicional de seleção da raça Crioula no Brasil.

A égua Jalapeña de Baviera também é destaque como vencedora do concurso morfológico da raça Crioula na Fiera por dois anos consecutivos, conduzida pelo ginete Enrico Pavese.

Os animais com o afixo Baviera estiveram presentes nas três primeiras colocações. Pavese inclusive esteve pela primeira vez no Brasil durante este ano, quando passou aproximadamente um mês treinando com o ginete Cézar Augusto Freire (Guto) junto de Daniel Bosio, outro competidor italiano que ficou com o 4º lugar na disputa.

Patron Chico Engarrotao campeão entre os cavalos apresentado por Aurore Descombes

Além disso, a representação feminina teve um papel importante no topo do pódio e levou o primeiro Ouro da prova na categoria Machos. Já, no comando do cavalo Patrón Chico Engarrotao, a ginete Aurore Descombes finalizou a disputa  atingindo a maior nota entre todos os competidores.

Josefina de Baviera, 2o lugar entre as fêmeas

Os jurados das competições foram, o presidente da ABCCC, Francisco Kessler Fleck, e o superintendente de Registro Genealógico, Frederico Araújo e eles comentaram as modificações em relação aos moldes oficiais da modalidade no Brasil, incluindo somente quatro etapas: Morfologia, Andadura e Mansedumbre, Figura e Esbarradas.

Sin Frontera Chiripá, 2o lugar entre os Machos

Os ginetes Guto Freire e Juan Pablo Gonzalez viajaram do Brasil e do Uruguai, até a Itália, onde fizeram demonstração da prova, ao público e competidores – tanto na quinta-feira (7), quanto no sábado (9), eles acompanharam e prestigiaram essa história de expansão do Freio de Ouro.

Jacinta de Baviera, 3o lugar Fêmeas

De acordo com Francisco Fleck, “queremos que a raça cresça e que sejam produzidos bons cavalos aqui. Então esse contato também para mostrar cavalos e éguas de grande qualidade exatamente para que os europeus possam ver o cavalo que nós temos hoje no Brasil, que é sem dúvida um dos melhores cavalos de sela do mundo”.

Fogo de Chão do Capão Redondo, 3o lugar Machos

Resultados das categorias

As tradicionais premiações para os quatro primeiros lugares de cada divisão foram entregues pela ANACC e os resultados foram:

Cardinal Beauty, 4o lugar Fêmeas

Fêmeas

1º lugar – Jalapeña de Baviera – Nota: 17,217

2º lugar – Josefina de Baviera – Nota: 17,200

3º lugar – Jacinta de Baviera – Nota: 17,133

4º lugar – Cardinal Beauty – Nota: 14,683

Loco de Bueno Mapocho, 4o lugar Machos

Machos

1º lugar – Patrón Chico Engarrotao – Nota: 18,342

2º lugar – Sin Frontera Chiripá – Nota: 16,267

3º lugar – Fogo de Chão do Capão Redondo – Nota: 16,050

4º lugar – Loco de Bueno Mapocho – Nota: 16,008

Por: Vitória Junqueira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *