Cavalo Crioulo retomará o mercado em 2020, segundo ABCCC

Para a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), o ano de 2019 foi de muito crescimento para a raça Crioula, tanto para o mercado, quanto na genética animal e nas provas equestres.

O crescimento é comprovado com os números registrados em classificatórias e finais de ciclo, como o Rédeas de Ouro, realizado neste mês de dezembro, com aumento de mais de 60% no número de inscritos. Além disso, outras competições como o Freio de Ouro, Crioulaço, Freios Jovem e do Proprietário, assim como a Morfologia.

Além destas mudanças, os números da comercialização da raça, também aumentou e os leilões registraram recordes de preços tanto em fêmeas quanto em machos, o que demonstra a retomada dos patamares de valores de comercialização. O presidente da ABCCC, Francisco Fleck conta que, “Em 2018 já tínhamos um aumento no número de animais comercializados e devemos manter estes números para 2019, que ainda vamos fechar o ciclo. Estamos comemorando a retomada de valores e preços e a grande liquidez do Cavalo Crioulo”.

Em conclusão, é possível observar que o Cavalo Crioulo cresceu em todo país, novas modalidades surgiram e tiveram uma boa aceitação, logo no início. Fleck, ainda aborda que as provas como o Crioulaço e a de Rédeas, foram as duas modalidades que registraram maior alta, ajudando no fomento da raça.

Ele oveserva que, “A Morfologia, por exemplo, vem tendo uma pujança muito grande com 19 Exposições Passaporte e um número muito grande de animais. Tivemos uma prévia para a Expointer, onde 350 animais foram inscritos para 70 vagas. Quase 300 animais estavam preparados e não puderam participar, o que mostra o preparo e o grande nível, demonstrado na Expointer deste ano, que foi fantástico”, conta o presidente da instituição.

Em 2020, acredita-se que o crescimento será mantido no início da temporada e vai aumentar ao longo do ano, tanto nos negócios quanto na participação de criadores e usuários do Cavalo Crioulo em eventos. A primeira prova do ano, será o Crioulaço em janeiro, “O Cavalo Crioulo vem demonstrando uma grande força na participação de seus associados e admiradores que certamente em 2020 vai retratar a manutenção deste crescimento. E a expectativa é que a retomada dos preços siga muito forte, vemos muita gente investindo, e o ano vai coroar nossa gestão trazendo o Cavalo Crioulo para a liderança das raças no Brasil”, complementa Fleck, em nome da ABCCC.

Por: Vitória Junqueira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *