Internacional Paraequestre: Brasil lidera a disputa por vaga nos Paralímpicos Tóquio 2020

Entre 14 e 16 de janeiro, aconteceu o Internacional Paraequestre – CPEDI 3 Macon Chaintré, na França. O Time Brasil alcançou a liderança seguido da equipe do Canadá na disputa por equipes.

A vaga será decidida até o final do mês de janeiro. Semana que vem os canadenses têm uma competição nos EUA e a equipe brasileira volta a se apresentar na Holanda no final do mês.

Durante a competição Rodolpho Riskalla montando Don Henrico, garantiu duas primeiras colocações no Grau IV. Ele é o vencedor de duas medalhas de prata nos Jogos Equestres Mundiais 2018. O ginete Marcos Fernandes Alves foi duas vezes 3º colocado e tem também uma 4a colocação, no Grau II, sendo o vencedor de dois bronzes em Pequim 2008.

O paratleta Sérgio Froes Oliva montou sua Coco Chanel M e emplacou três vezes em 4º lugar no Grau I. Oliva conquistando duas medalhas de bronze na Rio 2016. A veterana Vera Lucia Martins Mazzilli com For Fun chegou duas vezes em 7º lugar e uma em 10º, também no Grau I. No Adestramento Paraequestre, cavaleiros e amazonas são classificados do Grau I ao Grau V do maior ao menor grau de comprometimento físico.

Para a diretora Paraequestre da CBH, Marcella Parsons, caso o país não se qualifique terá direito a uma vaga individual e os cavaleiros Rodolpho Riskalla e Sergio Oliva já têm índice técnico para os Jogos. Veja a tabela completa de resultados no link https://twister.winjump.fr/concours/4958/macon-chaintre-cpedi3.

Por: Vitória Junqueira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *