Saiba como agir quando o seu cavalo precisa de primeiros socorros

Os cavalos são animais que precisam de cuidados específicos, quando necessário. Eles aparentam ser muito resistentes, pelo seu vigor e porte físico grande, mas isso não é verdade.

Os equinos estão vulneráveis a muitas doenças e diversos acidentes, então é preciso entender quais são os primeiros socorros e procedimentos nestes casos emergenciais.

O primeiro passo é entender a diferença entre urgência e emergência dentro do cotidiano de cuidado com os cavalos. Condições que proporcionam um grande risco de morte, são chamadas de emergência. Situações com pouco ou nenhum risco de morte, casos clínicos ou de cirurgia, que podem piorar se não tratadas com a rapidez necessária, são considerados urgências.

Depois de detectado se é urgência ou emergência, o profissional responsável pelos cuidados e o proprietário do animal pode definir os primeiros socorros para o atendimento. Saiba como agir em alguns casos:

Cólica Equina: Uma das doenças mais comuns em cavalos, a cólica equina acomete o aparelho digestivo causando dores e podendo levar à morte. Os sintomas são bater as patas, falta de apetite, virar a cabeça em direção ao flanco, se posicionar para urinar e não fazê-lo.

O procedimento de primeiros socorros nesses casos é, suspender a alimentação (concentrado e volumoso) e estimular que o cavalo continue andando para acelerar a digestão. É importante evitar que o animal se deite e comece a rolar no chão.

É indispensável que o criador tenha um profissional da medicina veterinária de confiança para cuidar do animal, realizar exames clínicos que determinam a causa da cólica e verificar se há necessidade de tratamentos como lavagem intestinal ou até cirurgia.

Ferimentos: Em casos de ferimentos e cortes de qualquer natureza, o procedimento de primeiros socorros em equinos mais comum é a higienização com água corrente e a sutura.

Logo após é imprescindível chamar um médico veterinário para vr se o animal sofre hemorragia intensa e, nessas situações, deve-se usar um bom medicamento tópico e sprays ou unguento para acelerar o processo de cicatrização e prevenir das bicheiras e inflamações.

Broca nos cascos: As lesões traumáticas no casco, são conhecidas como broca e normalmente, o tecido afetado começa a necrosar muito rápido, por isso é preciso ter sempre um profissional competente à disposição.

A broca causa uma pressão na parte interna dos cascos fazendo com que o animal sinta dores intensas. Esse tipo de lesão pode ter diversas gatilhos, desde predisposição genética a mau manejo nutricional.

O procedimento de primeiros socorros em equinos para tratar as brocas de cascos é, em primeiro lugar, limpar toda a área afetada e necrosada. O veterinário vai usar um algodão embebido com medicamento e, neste período, o animal deve ficar sob cuidados de higiene, em local limpo e seco.

Picada de cobra: Um acidente muito comum com equinos são as picadas de cobra, que acontecem com mais frequência em animais criados soltos a pasto e podem causar sérios problemas, podendo chegar à morte.

Normalmente, a picada acontece em locais próximos à cabeça, pois quando os cavalos abaixam a cabeça para identificar o animal acabam sofrendo o ataque. Os primeiros socorros são imobilizar o animal, levá-lo para uma baia e evitar que ele fique se mexendo, isso evita que o veneno continue se espalhando pelo corpo.

Em seguida, chama o veterinário para a aplicação do soro antiofídico, de forma intravenosa e na dosagem adequada. Não é recomendado cobrir a ferida com emplastros caseiros ou tentar sugar o veneno.

Esses são alguns dos casos mais comuns de problemas eo que deve ser feito como primeiros socorros, porém é sempre importante lembrar que o proprietário deve chamar um profissional veterinário competente para tomar os devidos cuidados com mais precisão, para minimizar os riscos e salvar a vida do seu animal.

Por: Vitória Junqueira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *