Dicas para seu animal ter uma boa nutrição

Um dos fatores mais importantes no manejo dos cavalos é ter uma boa rotina nutricional e é importante ter um profissional especializado para organizar o “cardápio” alimentar do animal.

A parte nutricional atinge pontualmente o desempenho do animal, seja ele atleta ou de uso pessoal, sempre levando em consideração para que o cavalo ou égua é usado, raça e idade, por exemplo.

Confira 5 pontos importantes da nutrição equina

1 – Fique atento aos nutrientes: como já foi deixado claro, um animal com alimentação regulada tem melhor rendimento. Para que seja o mais eficiente possível, é preciso que o profissional faça uma avaliação da quantidade necessária de  energia, proteína, vitaminas e minerais estejam disponíveis para o animal.

Os nutrientes básicos na alimentação dos animais são: água, carboidratos e lipídeos; proteína; minerais; e vitaminas. A composição nutricional da alimentação depende de características e funções desempenhadas pelo animal como, peso, atividade, frequência dos exercícios.

2 – Hidratação: a água é o componente mais importante para todos os seres vivos, os cavalos tem cerca de 70% da composição corporal formada por água, assim é crucial que o animal esteja propriamente hidratado.

É importante que, para que o animal se mantenha saudável, ele tenha uma fonte de água fresca e limpa à vontade. O consumo médio dos equinos varia entre 20 a 75 litros por dia, sendo que éguas em período de lactação sofrem com um aumento de 15 a 30 litros dessa média.

3 – Rotina alimentar: o aparelho digestivo dos cavalos favorece a ingestão de pouco alimento várias vezes ao dia. Então o profissional deve fazer uma dieta pensando no fornecimento de alimento em vários momentos do dia, levando em consideração as horas de trabalho, quando elas acontecem, e assim, coordenar a rotina alimentar.

4 – Pós alimentação: é importante para a nutrição equina os momentos de pausa pós alimentação, pois se o animal retornar a atividade imediatamente não terá uma boa digestão.

Normalmente, um período de 2 a 3 horas já é suficiente para que o animal faça sua digestão e esteja pronto para desempenhar suas funções. Essa pausa é fundamental para evitar indigestões e cólicas.

5 – A alimentação errada pode causar problemas: É preciso muita atenção, pois a má alimentação pode causar algumas doenças.

Apesar de grandes, os cavalos são animais sensíveis e precisam de uma nutrição muito bem feita e organizada por um profissional competente. Se não estiver adequada pode causar, inchaço na cara; cólica equina; doenças ortopédicas do desenvolvimento (DOD); diarréias; e laminite.

É imprescindível que o proprietário tenha à disposição um zootecnista e um médico veterinário responsável pelos animais, para que o sucesso seja garantido. Já que nutrição equina desempenha um papel central no manejo dos cavalos.

Por: Vitória Junqueira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *