Reprodução Equina: o que deve ser feito para ter sucesso

Os profissionais da medicina veterinária devem conhecer muito bem o sistema reprodutivo equino, isso ajuda alcançar sucesso na reprodução e maior lucratividade para o criatório.

Nos últimos 10 anos, o mercado equino demonstrou um crescimento de aproximadamente 15% e está gerando empregos e renda para o país. Para atingir esses resultados, foi importante que os diferentes setores se juntassem e melhorassem juntos.

Os criadores direcionam o seu rebanho para as atividades de interesse, atividades esportivas, trabalho ou lazer. Definido isto, a reprodução será direcionada para o objetivo final. Veja alguns fatores essenciais:

Histórico reprodutivo dos animaisTer um médico veterinário responsável pelo seu plantel, para conhecer o histórico de cada égua e fazer a preparação correta de cada animal. Realizar uma avaliação também é fundamental, para evitar problemas futuros com abortos, perdas embrionárias, entre outras coisas.

É importante que o proprietário faça um planilha de controle reprodutivo da sua propriedade, com dados de cobertura, informações como se a égua já ficou gestante, se já teve potros, como foram os filhotes. Além disso, é essencial fazer o mesmo com os machos garanhões, independente se o procedimento vai acontecer através de inseminação artificial ou cobertura natural.

Conhecimento sobre o sistema reprodutivo equino Conhecer o sistema reprodutor equino de cada animal, detectar se existe algum anormalidade e analisar a competência funcional.

Anatomia do garanhão: os testículos ficam fora do abdômen e o seu tamanho varia ao longo do ano em animais de estação reprodutiva sazonal, por conta do aumento da atividade reprodutiva.

Na hora de avaliar o potencial reprodutivo do garanhão o tamanho do testículo é um parâmetro importante, porque testículos muito flácidos, rígidos ou irregulares podem ser sinal de produção insuficiente de espermatozóides.

Anatomia da égua: As éguas manifestam sua atividade reprodutiva nos períodos de maior luminosidade do dia. O ciclo estral dura em média 21 dias, sendo que o estro é marcado por um período de de receptividade sexual conhecido como cio.

Manejo reprodutivo eficiente – No caso do garanhão, três anos ou mais é a idade ideal, também é bom que o animal seja dócil, tenha bom temperamento e seja saudável. Além disso, é ideal que ele: apresente sêmen de boa qualidade; genética de qualidade; boa morfologia; bom desempenho competitivo.

Já a égua entra no período de reprodução entre o terceiro e o quinto ano de idade, o ideal é que não ultrapasse os 18 anos. O animal precisa estar em boas condições de saúde, isso inclui: boa conformação de vulva; possuir habilidade materna; aparelho reprodutor funcional; bom desempenho competitivo; ser considerado um animal de boa genética.

É importante entender que independente do objetivo da produção, obter a eficiência está diretamente relacionado ao bom manejo e também ao profissional qualificado, para que atinja qualidade e número de potros gerados.

Por: Vitória Junqueira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *